- Publicidade T1 -

A questão é sempre tema de debate, afinal, é melhor comprar ou adotar um animal de estimação?
Claro que quem prefira comprar também certamente irá amar seu animalzinho, porém, adotar se torna um grande ato de amor. Para entendermos melhor o processo de adoção, conversamos com o abrigo ADOTE UM FOCINHO, que conta como é o processo de adotação e o belo trabalho que eles desenvolvem por lá.

Sabemos que, no Brasil, existem muitos cães abandonados, vagando pelas ruas ou nos abrigos, que estão cada vez mais lotados. É importante lembrar que cães abandonados normalmente não estão nos abrigos porque têm algum problema comportamental ou de saúde.

A maioria dos casos de abandono é por irresponsabilidade dos antigos donos, que pegaram um bichinho sem pensar nas consequências disso, sem estar completamente cientes da responsabilidade que é ter um animal de estimação e, quando as coisas não deram muito certo, acabaram por deixar os animais nas ruas, de onde, se tiverem sorte, vão para os abrigos dos protetores de animais.

- Publicidade T2 -

Outro problema sério é quando os proprietários não castram seus animais de estimação e acabam aumentando ainda mais o número de animais abandonados. Caso das caixas cheias de filhotes na porta das clínicas e hospitais veterinários – isso é muito mais comum do que se imagina

Os animais adotados demonstram uma gratidão imensa pelas pessoas que os cuidam. Com cuidados, disciplina e carinho, é raríssimo ver um vira-lata, por exemplo, bravo ou com problemas de agressividade e dificilmente eles tentarão desafiar a liderança do dono, o que torna a convivência com eles ainda mais amigável e divertida. Que são absolutamente dedicados a seus donos. Além de serem muito espertos, dificilmente ficam doentes se forem bem cuidados.

Quando você decidir ter um animal de estimação, pense na possibilidade de adotar. Pense em como você se sentirá bem sabendo que deu um lar a um cão que, sem você, estaria pelas ruas, sem alimento, sem cuidado, sem carinho, correndo vários riscos, tanto em termos de saúde, quanto ficando expostos a crueldades de pessoas que machucam animais sem dono apenas pelo prazer de ver um ser vivo sentir dor. Adotando um animal abandonado, você poderá ajudar a diminuir esse problema.

logoConversamos com o abrigo para cachorros Adote Um Focinho que nos tirou algumas dúvidas de como podemos adotar um filhote. Mas não apenas filhotes vivem no abrigo, atualmente eles cuidam de 142 cães adultos. Em média doam cerca de 70 cães por ano. Depende muito se é a adoção de cães adultos.

A maioria das pessoas tem mais interesse por filhote por achar que é mais fácil de acostumar, quando na verdade é bem diferente disso. “A adaptação de um cão adulto é bem mais rápida e mais fácil, você já conhece o porte, a índole”. diz Monica Di Ciomo uma das fundadoras do projeto.

REVISTA TEMPOS MODERNOS: Como surgiu a ideia de trabalhar em um projeto como esse? Nos conte um pouco como tudo começou?
ADOTE UM FOCINHO: Fazemos este trabalho desde o ano de 2000, e ele surgiu da inconformidade de ver tantos animais nas ruas abandonados. Buscamos dar uma segunda chance de vida a eles, buscando lares responsáveis.

RTM: Qual o procedimento para quem quer adotar um cãozinho? Quais as especificações exigidas e se vocês acompanham depois de adotado?
FOCINHO: Nosso processo de adoção começa com a família ao visitar nosso site, responder a um questionário básico que temos de adoção para tentarmos identificar o perfil da família e saber quem poderia melhor se encaixar. Informações como se é casa ou apartamento e que período do tempo o animal ficaria sozinho, são fundamentais nesta seleção. E fazer uma adoção responsável. Depois de adotado ainda acompanhamos por algum tempo a adaptação do animalzinho. Caso algo não aconteça a contento tanto da família quanto nosso, pedimos a animal de volta e uma nova família será buscada.

fotos
Novo lar: alguns cãezinhos do abrigo e seus novos donos

RTM: De que maneira as pessoas podem ajudar?
FOCINHO: Existem várias maneiras de ajudar. Tudo é mantido com doações, sejam estas materiais (ração, remédios, produtos de limpeza…) quanto financeiras. Em nosso site tem várias maneiras da pessoa escolher como deseja ajudar e ela escolhe a que melhor lhe serve.

RTM: Caso algum empresário queira ajudar no projeto teria a possibilidade de fazer uma visita para conhecer o trabalho de vocês?
FOCINHO: Sim, recebemos visitas de pessoas que comungam conosco deste mesmo ideal e que desejam fazer a diferença na vida de um animalzinho e mesmo estas pessoas não desejando ou podendo ter ou manter um animal em sua própria guarda ela pode nos ajudar nisso, é o que chamamos de “apadrinhamento”.

links

- Publicidade T3 -
COMPARTILHAR
Artigo anteriorQuando a cirurgia plástica é uma opção?
Próximo artigoA incansável busca pelo amor perfeito
Tatiane Bertolino
Olá eu sou a Tatiane Bertolino apaixonada pela profissão e fã de carteirinha da notícia já trabalhei como Repórter na Rede Record. Comecei a carreira em 2008 quando cursava a faculdade de Jornalismo, na Universidade de Guarulhos. Realizei vários cursos no SENAC sobre reportagem, assessoria de impressa entre outros como comunicação e marketing pela FGV. Fiz estágio em agências de comunicação e em 2011 tive o privilégio de se formar. Sou Apaixonada por chocolate, adoro ir ao cinema, viajar, Dançar, malhar, cozinhar e amo ler mesmo que for bula de remédio, rs Amo fazer amizades e sou apaixonada pelas pessoas e pelas historias de vida delas..Sempre da pra aprender com o outro,pelo menos penso assim! Tenho uma filha de 4 patas a Lunna meu xodó! Sou apaixonada pelos meus afilhados a Isa de 9 anos e Matheus de 7 meses! Se eu sou coruja? Hum!! Muito, rs Já trabalhei como Assessoria de Impressa e em seguida como Repórter (que é uma das minhas Paixões amo TV) Com uma visão empreendedora em 2014 montei a Revista Tempos Modernos onde era redatora chefe e responsável por toda a comunicação da Revista. Em 2017 montei o Portal de Comunicação Tempo Modernos um portal cheio de notícias e novidades para leitor e empresários de Guarulhos e regiões. A Revista Tempos Modernos tem a obrigação de mostrar aquilo de mais importante que acontece. Trabalhamos com maior dedicação para levar ao nosso leitor a informação de forma concreta e correta assim ao longo desses 3 anos conseguimos o prestígio tão desejado; agora com o Portal Tempos Modernos acreditamos que não será diferente. Temos profissionais qualificados em nossa equipe que colaboram para nosso sucesso diariamente. No momento estou cursando uma Pós Marketing Empresarial! Nascimento: 21 novembro 1987 Idade: 30 anos Profissão: Jornalista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

não sou robo *