- Publicidade T -

As crianças também sofrem com esse mal.

 

Já falamos aqui que, a ansiedade é o mal do século, e engana-se quem pensa que as crianças não sofrem com esse mal.

A ansiedade é uma emoção normal e adaptativa, faz parte do nosso cotidiano nos ajuda a lidar com as dificuldades, situações de perigo e desafios.

- Publicidade In -

Porém ela começa a se tornar um problema grave quando começa a interferir negativamente no cotidiano da criança, afetando sua vida escolar, familiar e social. É aqui que a ansiedade começa a dominar a criança e ela perde o controle.

Pode-se falar que o transtorno de ansiedade, é um dos problemas de saúde mental mais comuns entre crianças e jovens, 20% das crianças apresentam ou apresentarão algum traço ansioso.

Sintomas de ansiedade na criança

  • Dizer sempre que está com fome
  • Mudança no comportamento perante alguma situação ou notícia
  • Chorar muito
  • Não conseguir dormir
  • Ficar inquieta
  • Mostrar-se agressiva ou incomodada com algo
  • Voltar a chupar o dedo ou fazer xixi nas calças
  • Desenvolver problemas na fala
  • Roer unhas, inclusive a dos pés

 

 

A ansiedade também pode surgir em formas diferentes como:

  • Fobia – quando os medos fazem a criança perder o controle
  • Ansiedade de separação – medo de estar longe dos adultos de referência
  • Ansiedade generalizada – preocupação constante e duradoura
  • Pânico – medo que paralisa
  • Stress pós-traumático – medo e stress associado a uma memória dolorosa

Para controlar a ansiedade infantil, deve-se fazer com que a criança se sinta segura e amparada.

O tratamento de ansiedade para criança envolve os pais e os professores que devem esclarecer as duvidas e faze-la sentir -se amada e integrada. A colaboração e ajuda de um psicólogo também se faz necessário.

 

 

 

 

- Publicidade B -
COMPARTILHAR
Artigo anteriorPrefeitura amplia o número de pontos de recarga do Bilhete Único
Próximo artigoPerdeu o amor da sua vida, não a sua vida!
Me chamo Patrícia Soares, psicóloga clínica e organizacional, com especialização em Saúde Mental e costumo dizer que a psicologia está no meu sangue. Apaixonada pela minha profissão, atuei em recursos humanos por quase 10 anos e a 4 anos me dedico inteiramente à psicologia clínica. Gosto de cinema, ler, estudar, viajar e também gosto de ficar em casa sem nada para fazer... Meu maior bem é a minha família, o meu filho, mãe, irmãs e sobrinho, eles certamente são o meu porto seguro. Amo chocolate e cozinhar para mim é relaxante, me realizo cozinhando. Amo pessoas em todas as suas essências, é intrigante como o ser humano é em todas as suas capacidades sejam boas ou ruins. Não acredito no acaso, acredito que tudo acontece quando tem que acontecer, por isso estou aqui. A minha frase preferida é “Nunca foi sorte, sempre foi Deus”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

não sou robo *