- Publicidade T -

O cantor salvadorenho Omar Pereira completa 30 anos de carreira musical e comemora a data com o álbum “El Furioso”. Ele mora na Austrália, mas sua música continua a orgulhar El Salvador, seu país de origem e seu povo. Nesta entrevista, Omar Pereira fala sobre 30 anos de trabalho em música e os momentos mais importantes de sua carreira musical.

Quais foram os melhores momentos em seus 30 anos de carreira musical?

Omar Pereira – Um dos melhores, neste caso, como talvez o especial, que foi no meu coração quando meus filhos foram apresentados pela primeira vez no palco, cantando e dançando ao meu lado. Eu estava cheio de orgulho e ao mesmo tempo me senti realizado. Observá-los cantando ao meu lado e sentir a presença deles me motivou muito a dar o melhor de mim naquela noite.

Dividir o palco na Austrália, com artistas como Willy Colon (cantor e compositor de gênero salsa de Porto Rico, com mais de 57 gravuras e nomeado para um Grammy para Álbum Tropical Melhor Latin tradicional, Oscar de Leon (cantor salsa) de origem venezuelana, Maelo Ruiz (molho) e Elvis Crespo (merengue), ambos de Porto Rico, Fonseca (cantora colombiana) também foi marcante.

- Publicidade In -

 

Qual foi a música com maior impacto neste momento?

Omar Pereira – O gênero de maior impacto nestes 30 anos foi a salsa e as músicas que me deram mais satisfação com a aceitação do público foram amor e Amor y Mas Amor, Vida Mia, Baila la Rumba, Rico Mi Chacha Cha, Linda Mujer  Salvadoreña, Loco y últimamente El Salvador Quiere Salsa.

Os ritmos como a Cumbia e o Merengue também foram bem aceitos, o que foi muito muito significativo para a incorporação de Bachata em meus discos, uma vez que se tornou um ritmo muito popular nos dias de hoje.

Fale sobre o álbum “El Furioso” que comemora seus 30 anos de carreira musical

Omar Pereira – Meu álbum “El Furioso – 30  anos de Carrera Musical”, é uma compilação de músicas que eu escrevi e cantei durante todos esses anos com a ideia de dar às pessoas um disco com música que eu danço, canto e me divirto.

E quais são seus projetos depois de completar 30 anos de sua carreira?

Omar Pereira – Eu continuo escrevendo mais músicas e arranjos originais, já que Deus também me abençoou com o talento para escrever. Está em  meus planos apoiar os jovens talentos do meu país, pois muitos deles sonham em gravar um disco e contribuir oferecendo minhas letras e arranjos musicais para que possam começar como eu comecei.

Neste momento estou gravando e fazendo novos arranjos para o próximo álbum que espero estar pronto para o próximo ano de 2019. Para esta nova produção, terei vários artistas especiais convidados e cantarei um dueto. Então, é muito bom e prazeroso estar vivendo esse momento de minha vida na música.

 

 

 

 

- Publicidade B -
COMPARTILHAR
Artigo anteriorEscolas bilíngues da Prefeitura realizam ações para valorização dos surdos
Próximo artigoCampanha do Agasalho 2018 arrecada 320 mil peças
Olá, sou o Antonio Marques. Comecei minha vida na comunicação através do jornalismo impresso e do rádio no final dos anos 80. Atuei como locutor, jornalista, colunista e escritor e hoje trabalho com produção de conteúdo e assessoria de imprensa. Como escritor tenho três livros publicados. São eles: Memórias do Quintal e Outras Histórias, O Poeta da Casa Velha e Acredite-Vai Dar tudo Certo! Agora, com muita honra, colaboro com o portal Tempos Modernos, onde estarei mostrando um pouco de meu trabalho, afinal, escrever não é profissão, é vocação ou vício, como preferir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

não sou robo *